Melodia nível intermediário

Se você está lendo esta parte, é porque já estudou todas as escalas maiores e as tem decoradas. Seus dedos não tem mais dificuldade em encontrar as notas no braço do Ukulele.

Assim daremos prosseguimento aos estudos das escalas. Ainda nas escalas maiores. Entretanto nosso objetivo aqui é outro. Vamos compreender o conceito de intervalo e o papel das notas na escala.
 

Intervalos das Escalas Diatônicas

As escalas diatônicas, como já vimos, são compostas de sete notas. Uma maneira de "desapegar" das notas e poder fazer a transposição para outras tonalidades é aplicar o conceito de grau. Os graus são representados por algarismos romanos e vão de I a VII, dentro de uma mesma oitava. 

 

Os intervalos são podem ser aumentados, maiores, justos, menores ou diminutos. Sempre de meio em meio tom. Um intervalo "menor" aumentado de meio tom será "maior", e um intervalo "menor" diminuído de meio tom será "diminuto". Tentarei ser mais claro com um exemplo.

 

Vamos tomar a escala de Dó para analisar.

 

Dó = I

Dó# = IIm (segunda menor)

Ré = IIM (segunda maior)

Ré# = IIIm (Terça menor)

Mi = IIIM (Teça Maior)

Fá = IV (Quarta Justa)

Fá# = IV+ (Quarta aumentada)

Sol  = V (Quinta Justa)

Sol# = V+ (Quinta Aumentada)

Lá = VIM (Sexta maior)

Lá# = VI+ Sexta Aumentada

Si - VIIM (Sétima Maior)

Dó - I

 

Ou ainda podemos ter para a mesma escala:

 

Dó = I

Réb = IIm (segunda menor)

Ré = IIM (segunda maior)

Mib = IIIm (Terça menor)

Mi = IIIM (Teça Maior)

Fá = IV (Quarta Justa)

Solb = V- (Quinta diminuta)

Sol  = V (Quinta Justa)

Láb = VIm (Sexta menor)

Lá = VIM (Sexta maior)

Sib = VIIm (Sétima menor)

Si - VIIM (Sétima Maior)

Dó - I

 

Se tomarmos as notas em negrito vamos ter exatamente a escala diatônica de dó maior que estudamos no nível básico.

 

Cabe agora observarmos, que a escala apresentada é composta por intervalos maiores e/ou justos por isso a escala é dita MAIOR. Isso vale para todas as escalas maiores que já estudamos. E é importante saber isso para entender a formação dos acordes no estudo de harmonia intermediário e avançado.

 

Com o que aprendemos até aqui pode nos ser apresentadas as escalas menores.

 

 

ESCALAS MENORES

 

Escala diatônica menor natural

 

A escala diatônica menor natural é a mais simples de estudar, afinal já as estudamos sem querer no estudo das escalas diatônicas maiores. 

Como assim? 

Isso mesmo, já estudamos. Para montar a escala menor natural basta que se tome o sexto grau (sexta maior) da escala e dê sequencia nas notas normalmente. Teremos assim a escala menor relativa a escala em questão

 

Por exemplo, o sexto grau da escala de dó maior é a nota Lá, então:

 

Do - Ré - Mi - Fá - Sol - Lá - Si - Dó - Ré - Mi - Fá - Sol - Lá - Si - Dó

 

Esta e a escala de Dó maior. Em vermelho temos as notas da escala de Lá menor.

E a escala é menor devido a presença de dos intervalos de terça menor e sexta menor na escala.

 

Essa regra se aplica a todas as escalas diatônicas maiores já estudadas.

 

 

Este capítulo continua em breve.